27.3.12

whispers

Sinto que devo Algo
Sinto que seguro alguma coisa
sinto que se entretêm algo em mim
que se demora
que se faz esperar
que não tarda em demorar

Sinto que não se manifesta
sinto que não se atreve
sinto que se sente e que pensa
que pensa em ousar
ousar um dia vir a tentar
experimentar dizer...

E em vez de dizer,
ousa experimentar!
experimenta escrever...
experimenta voltar a viver por aqui.

27.12.10

Day Dreaming!

Sonhei o erótico,
e rocei o selvagem
sonhei novamente e com uma tremenda coragem
sonhei em tudo o que só antes pensava
e tornei em sonho o que desejava
construi um sonho, que vou revisitar
um sonho em que eu e tu nos podíamos largar,
um sonho que não me deixa largar a noite
que me faz ansiar pelo fechar de olhos
um sonho que de me lembrar, faz-me querer sonhar.

12.11.10

Sonho Meu!


Encontrei um sonho
no qual te podia falar
um sonho cheio de coisas
um sonho em que só me era permitido amar

um sonho feito de aromas teus
cheio de olhares teus
um sonho em que navegava em ti
por ti, e até ti

um sonho em que tu eras tudo
o mundo o céu o chão o ar
um sonho em que eu era feliz
porque a todo o segundo
era como te beijar.

19.10.10

Não quero ser o teu mundo inteiro


Não quero ser o teu mundo inteiro
nem toda a tua vida
não quero ter toda a atenção
nem ser a unica parte do teu coração

Não quero ser o teu mundo inteiro
apenas uma boa parte relevante,
a parte fantástica e divertida
uma parte que seja presente
em toda a tua vida.

Não quero ser o teu mundo inteiro
apenas a tua parte preferida.

10.10.10

Night Lovers


Passeio, ando e percorro..
os teus olhos, os teus lábios, a tua pele
a tua roupa...
dispo-a devagar com os olhos,
volto atrás olho-te nos olhos, envio-te um pedido de prazer
respondes com um mar de desejo
nem te peço para conhecer,
não perco esse tempo
junto as mãos a tua cintura
sem querer abrandar
dizes-me que estou a arriscar
pressiono levemente e junto-te a mim,
a escuridão a volta com as luzes tremeluzentes ajudam-me
beijo-te beijo-te beijo-te
afasto-me para saborear com a língua nos meus lábios
os restos do teu sabor
beijo-te beijo-te beijo-te

e tiro as mãos,
subo as mãos para o teu pescoço
sinto o tremer do teu ser nervoso
afogo-me no teu cabelo, no teu olhar, sem perder nem deixar de te beijar.

afasto-me
sorrimos, vejo-te a saborear quero-te mais e novamente
quem sabe um dia realmente...

6.10.10

Cor da Paixão


É, com essa Cor de Paixão,
que me perturbas o pensamento
que me toldas a visão

não tens cor senão esta
nem odor senão o de atracção
não és nada fora de mim,
pois toda a tua essência aparenta...estar em mim

Sim, roubei-te descaradamente
todos os pensamentos que existiam sobre ti
concentrei-os todos em mim
fixando-os com cola,

Não, mais ninguém pensa em ti

é egoísmo
é sacanisse
mas os pensamentos que tinha só meus
não eram suficientes para mim,
roubei todos os outros, para te ter
ainda mais em mim.

18.5.10

Quero Mesmo

quero sentir-te
quero desejar-te
quer medir-te
quero beijar-te

quero fazer luz contigo,
saborear o teu suor
levar-te o desejo
provocar-te a loucura
fazer o sol brilhar no teu corpo
deslizar-te em mim

acercar-te do meu centro
levar-te à exaustão
deixar-te doida de cansaço
quero passar-te na minha mão

30.12.09

Addicted

confesso-me viciado
pelo sabor na tua boca,
apaixonado pelos beijos,
que me prendem e levam.

Quando te beijo parto rumo ao verão
longe que está
esqueço de tudo o que sou feito
navego pelas tuas ondas de calor
sentindo-me pelo teu amor

e caio num meio de um nada
vendo-te à minha volta
não podendo fazer ainda mais parte de ti
abraço a maravilha,
nesta ilha de sabores, navego rumo ao verão
guardando-te em mim
em cada recordação, és A imaginação.

e enquanto não te beijo,
encaro o regresso ao meu eu
e sei que enquanto for capaz
vou querer um beijo teu

From the trunk #1

chega a ser uma falsidão
a cara que nos dão
quando a simulação de prazer
é de desejo e vontade
de garra e desespero
quando a sua expressão na verdade
não é para se ler

5.12.09

Gatinhamos no mesmo caminho

À noite
quando arrefece,
à noite quando escurece
adormeço , recitando-te como
quem tece uma prece,

Gostava de te dar a mão e encaminhar
por onde vagueio e por onde ando,
gostava de te mostrar este mundo
mostrar-te que te incluo
nesta vida de luzes e rabiscos desfiados em tom de azul
esverdeado
e em cada desejo sonhado
em cada sonhar
enrolo-te entre as águas que batem
contra o meu coração
e espalham a vida
usando a minha imaginação

costumo sonhar alto
na esperança de me ouvires

sonho tão alto para que me possas sentir

para tentar que saibas
que entras nos meus sonhos
como o ar entra no corpo
que arquitectas o meu sorriso
que és a responsável pela minha disposição ensonado
enquanto desejo seres o beijo no canto do lábio
enquanto apercebo que és
o pequeno detalhe que me faz sentir amado


By Telak Natura

9.11.09

(isto é plagio..mas ele diz que deixa) XKCD :)

P.S.-> Post Sleeping I Say Good Morning

I Love YouFecha a porta
não deixes essa luz entrar
quero a escuridão
quero-me concentrar

parece que aconteceu
a solidão aparece
a luz esmorece
o meu sentimento floresceu

é apenas sonho ,eu sei,
faço por sonhar
e liberto todas as prisões da consciência
bradando a minha inocência
reclamando toda a liberdade
para sonhar.
e na aurora escura e negra
retoma-se luz
aparece ela
com apenas um sorriso
seduz o meu espaço
cria a felicidade,
apenas se transformando em tudo,
eu tomo-a num abraço
e preparo-me para sonhar.

sonhando algo derradeiro
algo justo e real
misturando o verdadeiro , o que tenha sido
com todo o irreal que esteja por haver
e assim durante o dormir,
partilho da sua companhia...
até acordar, até despertar,
até conseguir entorpecido,
dizer-lhe...
"Bom Dia."





29.10.09

Eu desesperei

enquanto esperei
enquanto tardavas
enquanto demoravas a chegar

é típico, e até normal
o que não me força (minimamente) a gostar.

ficava cego de vontade
de saudade
de te beijar
caia-me o mundo entre os braços
sentido-me insuficiente
para te abraçar

começava a temer e a tremer
a pesar o meu passo
temendo não ser capaz
de te demonstrar,
não conseguindo estreitar o nosso laço,
o quanto queria ver-te chegar
By Telak Natura

Copper through my heart



A cor de cobre
que escondes a cada pestanejar
faz-me afundar,
faz-me navegar,
deixa-me com vontade de descobrir
a profundidade desse olhar.

deixa-me partir
em busca da origem dessa cor
da sua força , do seu calor

quero saber se é verdade
ou até possível
uma afinidade, baseada em tal alacridade
que chega a ser audível

quero saber
se é de sonho, o que pressinto
se é na realidade o que sinto
se não é ilusão
quero saber
porque tudo faz sentido,
ao pegar na tua mão.
By Telak Natura

28.10.09

Pig's Perl




Tenho um amigo
que encontrou uma pérola

que encontrou uma pérola
azul, como o mar
tenho um amigo, que é alguém,
que se entregou
á beleza do seu olhar
azul, como o mar

extrapolando o temor
guardando o amor
entregando com vontade
de se largar
deixando-se completamente enamorar.

e a pérola que aguardara
no fundo do mar, onde
azulava e brilhava
deixou-se apanhar.
dizendo "sou tua enquanto me fizeres brilhar"

e alguém que é meu amigo , lustrava
com o seu sentimento
em todo o passo e pensamento,
o meu amigo, lustrava a pérola
não a deixando parar de brilhar.

e como ela brilhava
o meu amigo sorria
e ela amava e o meu amigo sorria

tenho um amigo que encontrou
uma pérola e que por amor
se encontra com ela..


by Telak Natura

11.8.09

SoulMate Strangers


A beleza que mata
só por querer tocar
a beleza que nos foca o olhar.
toda a beleza que emana energia
a beleza que nos dá alegria
a beleza que dura para sempre
no instante em se admira
a beleza eterna que ela respira
a promessa silenciosa de que doía, deixar de reparar,
desistir ou largar.

A beleza que nos faz sentir na pele o juramento feito numa antiguidade,
por uma alma passada..
essa beleza é ousada e invade o nosso espaço, o nosso tempo,
faz-nos recordar algo do passado, em que não sabiamos existir,
uma chamada de atenção antiga,
uma passagem do nosso histórico mural.

"eu conheço-te, és linda, sempre foste"

7.8.09

We Ourselves With Us

A curiosidade é sentida
sente-se com a vida
sobressai e solta-se pela vista
esticando-se aos dedos,
a curiosidade é a vida,
sem medos...

a curiosidade faz olhar
toda a curiosidade faz querer sentir
a curiosidade pode matar,
e a curiosidade aprende
toda a curiosidade ,na maturidade ,
aprende a saborear,
saboreia a descoberta e
saboreia a entrega do desconhecido,
aprende ainda a escutar e a aguardar,
a pensar , a relembrar e a guardar!

na juventude a curiosidade é atrevida
com a maturidade torna-se precavida
mas sempre a curiosidade existe,
em forma de brilho no olhar
e sempre existirá, uma curiosidade ,
que nos fará andar e com vontade de tocar
sempre existirá uma beleza, uma escuridão
um caminho,uma árvore, uma pessoa, um jeito de andar.
sempre existirá aquela curiosidade ,
que nos fará andar,
com os olhos a brilhar!


By Telak Natura

5.8.09

when the night meets the morning star!


Qem sente, sente medo
sente frio, sente ardor
quem sente não sofre só por falta de amor
sofre por amar e ser amado
sofre por se achar demasiado,
demasiado a menos ou demasiado a mais,
quem sente não sabe bem o que sentir,
não pede, com vontade de pedir,
quem sente por amor,
sente medo
por ser tão especial,
com medo de não ser o tal.

e quem ama sabe disto,
por querer estar sempre bem,
tem sempre medo de exagerar,
contendo mesmo o abraçar
e até o beijar é fugazmente trocado
,sofrendo de vil desmesurada vontade de prolongar,
é cortado e despachado
é trocado mil.

quem sente sofre assim
sofre por mim e por ti
quem sente, sente-se vivo
quem sente é feliz.

7.5.09

Sininho


Existe algo a tua volta
de roda do teu olhar
algo que brilha, sem realmente brilhar
que se apanha no canto do olho, fugaz
e que nos faz, tomar de novo atenção
até que se desvanece
e ficamos nesta prisão.

algo em ti, que me cativa
algo na tua beleza, na tua pele, no teu cabelo
pode ser o formato da tua nuca, a suavidade ao beijar,
é algo com que empatizo
que me faz perder o juízo
que me faz tremer ao pensar
que me faz sempre ver...mesmo depois de te ver ... se és tu a passar.

15.4.09

Transformação

Fazer diluir, deixar de iludir
a sensação de ausência
complementar a ilusão
com a realização de permanência

avalio no meu respirar
a sensação que é
de alguém me acompanhar
respirando em conjunto
criando em luto da solidão
uma excelsa sensação
como um reparar constante
de um apoio iminente
uma observação, um amar constante

e sobre o amor,
cujo valor é variável
mutável para obra literária
criando cada vez mais
o seu estilo numa algazarra,
assim não é fastidioso nem vexatório
é uma alegria constante
constantemente
alegórico,

não se dizendo até onde se sente
nem se sentido sempre igualmente.